Sete hábitos que matam sua prosperidade – Lei da atração


Você sabia que existem hábitos capazes de te enriquecer, de fazer com que você se torne uma pessoa muito próspera? Da mesma forma, existem comportamento e atitudes que fazem com que você bloqueie e barre seu crescimento financeiro e sua prosperidade no geral. É sobre esses perigos que falaremos hoje.


O primeiro deles é gastar de forma inconsciente. Não estamos falando aqui de comprar o necessário, porque o necessário é relativo. O ideal é que compremos de forma consciente, ou seja, “vou gastar meu dinheiro em... “Trabalhei tantas horas por dia para gastar com determinado serviço ou produto” “Por quê?” “É compatível com meu estilo de vida?” “É compatível com meus rendimentos?” Por exemplo, “vou gastar 600 reais numa sessão de terapia, ela, para mim, tem esse valor?” “Vou comprar um curso, esse curso, dentro do que ele oferece, vale esse valor?” “Por que estou fazendo essa compra?”. Conscientização. Entendeu? Daí, você olha e pensa “eu queria muito essa terapia, mas eu não tenho 600 reais agora. Como eu faço?” “Esses 600 voltariam para mim de forma que mudaria minha vida, mas não tenho 600?” “Quer saber, fazer o quê?” “Isso não é pra mim”.


Você já está consciente, mas esbarra no segundo hábito que é o comodismo, ou seja, aceitar menos do que você merece, perceba que um está ligado ao outro. Se você quer comprar o curso, fazer a terapia ou viajar, mas não tem condições para realizar o seu desejo, o que dentro de você é uma atitude mais próspera, dizer, puxa, eu nunca vou ter o que desejo ou eu mereço o melhor, me reconheço como uma pessoa merecedora, como um ser abundante? O ideal é sentir que seu valor é maior do que o que tem na sua conta. Não se contentar com menos do que você merece. Desenvolva uma ambição saudável. Não fique estagnado, saía do comodismo. Sem loucuras, sem afobação, vá construindo meios para você alcançar suas metas.


Terceiro hábito, extremamente importante, é negar ajuda a alguém quando é possível ajudar. O que isso tem a ver com prosperidade? Tudo. Uma pessoa próspera sempre tem para dar, porque ela tem de sobra. Ela carrega em si uma sensação de abundância. Vamos supor que alguém chegue até mim e diga que tem vontade de ter um canal no Youtube, mas que não tem noção de câmara, nem de editor, microfones, etc. Eu tenho mais de quatro anos de canal e já tive muitas experiências e tenho informações. Em cinco minutos, eu consigo compartilhá-las com a pessoa que precisa. Isso proporciona sensação de prosperidade, de poder ajudar e contribuir com o mundo. Sem contribuição, não há prosperidade.


O quarto hábito é o apego a coisas sem utilidade. Desapegue daquele copinho rachado, do aparelho estragado que você não vai consertar, de objetos velhos, gastos, etc. Desove e jogue no lixo tudo que tiver sem uso, vencido, quebrado, trincado. Para que guardar tralhas?


O quinto hábito é sentir-se subtraído ou dependente. Vamos entender o que significa isso. Sempre tem alguém que diz “nossa o governo cortou minha aposentadoria”, “o imposto dos produtos é absurdos”, é óbvio que temos problemas de governos sim. O problema é quando diariamente o foco da pessoa é este: estão sempre me tirando as coisas. Se seu olhar for sempre para o subtraído, você não terá chances de prosperar. O mesmo serve para o olhar do dependente, ou seja, se seu namorado não te ligar, você não dorme bem. Se sua filha não dizer aonde vai, você não tem sossego. Se você sente constantemente que precisa de coisas que não estão ao seu alcance, você está dependente das situações. Sensações de subtração ou de dependência impedem sua prosperidade.


O sexto comportamento que trava sua prosperidade é a falta de zelo com o corpo e a casa. É crucial cuidar do corpo e de casa, de que adianta trabalhar, trabalhar, trabalhar e não cuidar dos dentes por exemplo, não usar fio dental, não escovar etc. O lado material não é o só dinheiro, mas nosso corpo e nossa casa também. Manter a casa limpa e cuidar do corpo são atitudes de uma pessoa próspera.


O último hábito que barra a prosperidade é a inveja improdutiva. Às vezes, a pessoa quer tanto algo, mas pensa eu não tenho a juventude de fulano de tal, eu não tenho a beleza dela, etc. Quando você vê beleza, juventude, saúde, alegria em outras pessoas e deseja aquilo, significa que você também tem o mesmo potencial. O ideal é que busquemos desenvolver essas qualidades que gostaríamos de ter. Nesse sentido, a inveja passa a ser produtiva, pois se transforma em inspiração para seu crescimento. Se você notou que pratica alguns desses hábitos mesmo de forma inconsciente, procure abandoná-los.

0 visualização
Logo Desprograme-se _ PRETO e LARANJA (1

Escola de               Autoconhecimento

 

  • Contrate palestras para seu evento ou empresa

  • Capacite-se como profissional holístico

  • Desenvolva sua autoestima e poder pessoal sem sair de casa

CONTATO:

contato@desprograme-se.com.br

REDES SOCIAIS:

Faça parte de um grupo de mais de 250mil seguidores!

  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram

Copyright  2014 - 2020 ©DesprogrAME-SE! - Todos os direitos reservados