Buscar

Fuga da realidade ou processo criativo?


O que é a realidade para um escritor de sucesso? Passar horas escrevendo um livro que a editora pediu através de um contrato firmado, com um tema exigido e que sabe que milhões de pessoas irão ler. E a realidade de um escritor iniciante? Passar horas digitando uma história que não sabe se outros irão comprar, ou sequer ler, ou sequer será publicada.


Quem parece mais conectado com a realidade? O escritor de sucesso, óbvio. E o engano é tão grande meus amigos, tão grande... O escritor de sucesso parece mais conectado à realidade porque a Matrix sustenta esta ideia de que o que ele faz não será "em vão", de que há um "motivo" razoável por trás de seu empenho. Ele vai pagar as contas com esse livro, melhor ainda, ficará mais rico, já existe um público para adquirir o resultado final de sua dedicação, tudo que ele faz tem uma razão de ser, e essa razão mora na Matrix.


E o escritor iniciante? Parece irracional, "perdido, tadinho!" - como dizem seus parentes. Fazendo algo tão incerto, tão sem propósito ou fundamento, ele na certa está fugindo da realidade. Ele precisa pagar o aluguel, não ficar escrevendo algo que nem sabe pra onde vai...mas o seu coração PULSA quando ele escreve. O sentido é se SENTIR MAIS VIVO, coisa que todos estão tentando sentir, com frequente insucesso, infelizmente. Na escrita as palavras fluem e seu coração se esvazia. Ele se conecta com a corrente de palavras que querem sair e sua história é continuada com alegria, mesmo sem ninguém para ler, ou melhor ainda, PRINCIPALMENTE por não ter ninguém para ler.


Nada contra o escritor de sucesso, e nenhum julgamento de que o que ele faz é fuga da realidade, até porque os dois são o mesmo, em momentos diferentes da vida. Foi o escritor iniciante, seguindo seu coração, fluindo nas palavras e criando um mundo novo que alcançou no futuro o escritor de sucesso com pedidos e contratos miliários na editora.


Uma vez uma cliente me disse estar preocupada com seu irmão mais novo, de 17 anos, que enquanto os pais brigavam em casa, jogava videogame. Ela, muito tensa, me dizia: isso parece fuga da realidade, fico preocupado com ele. Ele não vai conseguir lidar com nada quando crescer". E eu perguntei para ela, que por sinal se intrometia nas brigas dos pais toda vez, tentando apaziguar, chorando, gritando, (e tudo sem sucesso uma vez que duas pessoas decidias a brigas, irão brigar!) como ela estava se sentindo. E ela confessou se sentir sem saída. "Eu não queria essa briga em minha vida, eu não queria toda essa confusão, eu queria alegria e paz." - E o que você está vivendo? - "Brigas, confusão". - E o que seu irmão está vivendo? - "Alegria...e...paz."


Muitas pessoas que dizem não fugir da realidade estão apenas vivendo uma realidade que é colocada para eles, sem questionar, sem exercitar seu eu criativo e suas capacidades de gerar momentos e situações inusitadas, inovadoras e diferentes das que são apresentadas em suas vidas. Isso nada tem a ver com o ato de fechar os olhos para situações que exigem a atenção, que pedem por intervenção e mudança.


Uma pessoa pode ser inspirar e transformar sua vida ao assistir um filme. Enquanto outros irão apontar o dedo e julgar erroneamente: "assistindo filme enquanto a crise financeira está batendo em sua porta! Quanta fuga da realidade!" - E qual não será a surpresa do observador ao perceber que quem julgou é que está preso num looping infinito de fuga de si e da vida? Afinal, o julgamento é uma das maiores, senão a maior fuga da realidade externa e de si mesmo.



Dica de vídeo:












Quer participar?

Todas as terças-feiras seleciono uma pergunta para ser respondida aqui no Blog, para participar é só enviar a sua pergunta no comentário abaixo ou de forma anônima através do link: desprograme-se.com.br/pergunte

Bárbara Moreira é Especialista em Liderança Inspiradora (HEC Paris), Desprogramadora de crenças limitantes, Mentora Holística (Instituto Holos) e fundadora do Espaço DesprogrAME-SE - Escola de Autoconhecimento, está no Youtube todos os domingos com vídeos novos e aqui no blog diariamente!