Os cinco hábitos de uma pessoa bem resolvida


Ser bem resolvido é tudo que procuramos. É claro que queremos ter sucesso, ter um amor, ter dinheiro, mas qual é o estado que nos permite conquistar tudo isso? É o estado de uma pessoa bem resolvida. Ela não vive em constante cabo de guerra consigo e com o mundo. Muitas vezes, vivemos em conflito entre quem pensamos que deveríamos ser e o que o outro acredita que somos, mas quando estamos resolvidos em relação a isso, conseguimos olhar a vida com mais clareza, tomamos decisões seguras, nos enxergamos melhor e temos relacionamentos saudáveis. Vejamos algumas atitudes que considero hábitos características de uma pessoa bem resolvida, eles foram compilados a partir da minha experiência profissional e pessoal.


Assim, é claro que essa lista não é estanque. Ela pode ser muito maior e mais variada. O primeiro hábito de uma pessoa bem resolvida é falar menos e fazer mais. Falar muito não chega a ser um problema. O problema é quando você fala do que necessita fazer e não faz, do que o outro deveria fazer, mas você mesmo não faz. Por exemplo, você afirma que vai fazer academia ou começar uma dieta, porém não toma nenhuma atitude. Diz que vai parar de ligar para o ex toda vez que se sentir carente, porém continua ligando. Com esse comportamento, você demonstra não ter respeito por você e não ser alguém confiável nem para você para os outros, os quais podem pensar que você cobra, mas não vive aquilo que está cobrando. Você decide meditar, mas sua mente não cala. É óbvio que não irá conseguir, pois você não tem o hábito de lançar uma ideia e fazer. Termina por viver em um constante cabo de guerra, pensando “eu devia ter ido, eu devia ter feito”, etc. Essa postura gera culpa e por consequência turva sua visão em relação aos seus reais desejos.


A segunda atitude de uma pessoa bem resolvida é soltar as situações. Por exemplo, essa pessoa posta um vídeo no Youtube, lê os primeiros comentários e vai fazer outras coisas, como ler um livro ou dormir. Quem não tem esse perfil, posta o vídeo, mas como é ansioso, volta a cada 5 minutos para ver se o vídeo recebeu mais comentários ou mais curtidas. Essa pessoa não consegue soltar a situação e ir para um próximo momento. A vida é isto: viver o momento e soltá-lo. Quem não tem esse hábito vive uma situação e ficar agarrado nela. Não se permitindo viver uma nova situação que poderia ser tão prazerosa quanto ou talvez até mais. Já a pessoa bem resolvida em seu momento de dormir solta tudo o que viveu no dia.


O terceiro hábito é ouvir a intuição. Muitas pessoas pensam que a intuição é algo atirado em nossa cabeça por Deus, alguma entidade, anjo da guarda, por sorte captamos o que foi enviado. Não é bem assim, intuição também é treino de ouvir algo que ainda é invisível. Essa é a nossa maior dificuldade, já que muitos de nós precisam ver para crer. A intuição não acontece do nada, por exemplo se você intuiu que uma pessoa iria te telefonar, muito provavelmente você estava no hábito dois, havia soltado alguma situação. Às vezes, você está procurando as chaves e elas estão em suas mãos, às vezes, não vemos o que está em nossa cara porque estamos procurando. Quando soltamos as situações, a intuição fica mais aguçada. A verdade é que todos nós temos intuição e percepções sensoriais, contudo alguns não dão importância a ela. Quantos problemas poderiam ser evitados se ouvíssemos o que sentimos?


O quarto hábito de uma pessoa bem resolvida é se preservar. Isso significa respeitar a realidade das situações e seus limites. Não é medo, mas uma noção de autopreservação. Eu quero fazer inúmeras coisas, mas o que eu posso fazer agora? O que vai me fazer bem de verdade agora? Autopreservação é muito importante, por isso não devemos falar de nós para todas as pessoas, não devemos comer nem fazer tudo o que queremos. Alguém que deseja se enfiar num pote de Nutella, mas sabe que não é saudável e evita, sabe o que é autopreservação.


O último hábito é saber se estimular. Uma pessoa extremamente estimulada pode ter pouca autopreservação, pois ela tende a se jogar em tudo e corre o risco de viver cansada, porque se dispõe a fazer muitas coisas. Existem pessoas que são o contrário, elas não falam delas para ninguém, têm um alto sentido de autopreservação e nunca se expõem, mas também não crescem e, portanto, não evoluem. Dessa forma, é preciso alinhar a autopreservação e a autoestimulação. Uma pessoa bem resolvida conhece seus limites, mas também se estimula a ultrapassá-los. Esses são os cinco hábitos de uma pessoa bem resolvida.

0 visualização
Logo Desprograme-se _ PRETO e LARANJA (1

Escola de               Autoconhecimento

 

  • Contrate palestras para seu evento ou empresa

  • Capacite-se como profissional holístico

  • Desenvolva sua autoestima e poder pessoal sem sair de casa

CONTATO:

contato@desprograme-se.com.br

REDES SOCIAIS:

Faça parte de um grupo de mais de 250mil seguidores!

  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram

Copyright  2014 - 2020 ©DesprogrAME-SE! - Todos os direitos reservados